quarta-feira, agosto 23

PT Sinónimos



Podem ver aqui.

Cliente: PT Comunicações
Título: "Sinónimos"
Directores Criativos: Suzana Sequeira / Lourenço Thomaz
Redactores: Suzana Sequeira / João Ribeiro
Directores de Arte: Lourenço Thomaz / Vasco Thomaz
Produtora: Garage Films
Realizador: Mário Viães

30 comentários:

Anônimo disse...

O que foi mediocre no outro filme, neste já não aponto o mesmo defeito. Melhorou!

Anônimo disse...

Ahn??! "Gostei muito", "Parabéns" ???
Falta de pudor é o que é. É como se o Montepio nunca tivesse feito nada antes...É assim o triste panorama da criatividade nacional...a preguiça ronca, a malta aplaude!

Anônimo disse...

giro.

Mas a a nível criativo deixa muito a desejar, cá para mim forma os gatos que fizeram o copy e a direção de arte

Anônimo disse...

eu aprecio. não em termos publicitários, mas em termos cumunicacionais. a ideia, foi usada no montepio, logo perde o seu valor aqui. mas gosto das realizações, só não aprecio, ao meu ver, o enchimento com patinhos e a bola de faroeste, para dar ritmo ao filme. acho que ele já vive com a interpretação dos "gatos". mas no geral, acho bons filmes, boas peças de comunicação. a partners está sempre de parabéns.

Anônimo disse...

a ideia "foi usada" e mesmo assim "estão de parabéns" Olha os meus parabéns.

Anônimo disse...

cumunicacionais?

Anônimo disse...

Criativamente nulo.

Anônimo disse...

Que raio de portugues é este que alguns usam para deixar as suas críticas!!!!!!!!???????? É preciso, primeiro que, saber escrever!

Anônimo disse...

vi a suzana no imagens de marca e até achei a gaja muito gira. mas as campanhas que fazem na agencia dela - como esta estupidez da pt - são uma vergonha...

o crítico disse...

os gatos não mereciam uns filmes tão pobres.
não acredito que seja falta de dinheiro mas a realização e a produção deixam muito a desejar....

crt disse...

fogo!! quantas noitadas é que eles fizeram para chegarem a uma ideia tão genial como esta?
que bodega, um cliente que paga para ter os gatos nos seus filmes e estes pseudocriativos de meia-tijela não sabem aproveitar para fazer uma ideia original.

Anônimo disse...

inveja ou vontade de ter feito?
comentários ou dissertações?
criativos ou artistas?

brazuca disse...

ainda acho interessante ambos os filmes, mas reafirmo: a piada não tem graça.
pior: em publicidade, creio eu, piada não resolve, porque?
simples, porque piada é algo que nos faz rir uma única vez, raramente rimos da mesma piada duas vezes (é o caso aqui).
o humor é o que impera na publicidade de alto nível, pois o humor é atemporal e sempre que olhamos a cena ou encenação de humor ela nos faz rir.
isso garante a repetição da veiculação do comercial sem que ele caia no ridículo.
o pinto que tinha uma perna só foi ciscar e caiu
o pinto que tinha uma perna só foi ciscar e caiu
o pinto que tinha uma perna só foi ciscar e caiu
piada repetida muitas vezes fica ridículo, se for piada ruim, pior ainda.

gás disse...

ó brazuca, mas isso nem à primeira tem piada...

rena disse...

Toda a gente [tipo aquelas pessoas que nao percebem trabalham no meio da publicidade] adora o anuncio e percebe a mensagem. Afinal, nao é isso o que interessa? Adoro os patos a passar, é um pormenor delicioso. Não provoca ruido, por isso nao percebo como é que pode estar a mais. A ideia nao e nova? Temos pena porque resulta bem.

Anônimo disse...

muito bom. parabéns à agência que idealizou esta campanha, ao cliente e à produtora.

Anônimo disse...

E se o montepio voltasse a por o filme do Ricardo Araujo Pereira no ar? Ou se alguém agora se lembrasse de continuar a reescrever os txtos dos GF para fazer ainda mais anuncios? Metemos-lhe um packshot dum detergente, adaptamos ligeiramente o texto e pimba: deixamos os consumidores felizes, o cliente satisfeito e os bajuladores a aplaudir-nos! Se resulta, que mal é que tem repetir a ideia? O único problema aqui são os patinhos, a realização do anúncio e a BBDO que copia! Invejosos, vêm cópias em tudo!
Por favor, falta-vos olhar para o espelho e ter vergonha. Ou para a palavra "criativo" no dicionário.

Anônimo disse...

..."porque piada é algo que nos faz rir uma única vez"

Não acho, Brazuca. Os programas de humor, inclusive, vivem muito da repetição da piada, vide "Zorra Total", onde todas as semanas se vêem as mesmas piadas, contada num cenário diferente.

O espectador gosta de se rir mais de uma vez da mesma coisa. TV é isso.

Aquilo que diz que é contra em relação à piada na publicidade, é a natureza humana. O ser humano é conservador, gosta de ver sempre a mesma coisa.
(O Mestre)

brazuca disse...

hehehe, seu argumento tem pertinência ó Mestre, mas ainda prefiro o humor à piada. "Zorra Total" não é uma referência do humor brasileiro, está lá por pressão dos atores que são consagrados e têm contratos com a Globo. Eles estão no pior horário da TV brasileira: sábado à noite. Porque será? E sem falar que o programa se propõe a ser de humor e não de piadas. Daí a insistência em criar e divulgar bordões: "vem cá, eu te conheço?", "mexe com que tá quieto", "isso não te pertence mais", etc. O bordão de humor é o que mais se aproxima do jargão publicitário. Uma frase de efeito que é engraçada e "cai na boca do povo". As pessoas não riem da piada no "Zorra Total", mas do suposto humor dos quadros, através dos bordões, e só.

Reafirmo: piada só se ri uma vez, humor faz rir sempre. Inclusive e principalmente em um programa de TV.

Anônimo disse...

estes textos são de quem afinal?

Anônimo disse...

os textos são da BBDO, a ideia é dos que para ai andam a comentar que é tudo picado, e quem factura é a Partners...

Anônimo disse...

é médio esse comercial.
assim como a média da população portuguesa ri e adora isto.

Anônimo disse...

é um comercial?
pensei que fosse um técnico de informática...

Anônimo disse...

Há alguém que fale português aqui?

Anônimo disse...

Porquê, está difícil de ler? Será que tu não tens de voltar à escola? NUnca é tarde para o primeiro passo.
(O Mestre)

jorge. p disse...

os filmes estão mal agarrados em direccão de arte, deviam ter a mesma linguagem, surrealismo é um conceito que existe no filme do sofá mas depois deixa muito a desejar no filme piscina.Originalidade
deixou de imperar com gatos pois eles são sempre originais, matreiros, e bons criativos.Bom dinheiro se gasta com eles, sem eles há um vazio criativo.Talvez a campanha zapp bom se comentar pois é do melhor que apareceu na tv nos ultimos tempos.

Anônimo disse...

Não percebo pq os jovens humoristas portugueses não fazem piadas com sexo.
(O Mestre)

r. guerra disse...

gosto dos filmes, zapp inesperados criativos, será que são picados????Em portugal é raro ter ideias destas aprovadas pelos clientes.

topas???? disse...

TMN tenho que te dizer que foste enganada neste filme 100 mms, é pirosa a roupa do moço, o capacete, e os betos que em grupo todos mandam mensagens, em grupo o mais certo é ser só um a mandar a mensagem.Depois o grande final....como é possivel um filme acabar tão mal????vergonhoso...um gorila,,,um gorila lol como é que ele é reconhecido pelo amigos??????

Anônimo disse...

Então mas o joão ribeiro deixou a TBWA?