quarta-feira, outubro 17

BES



Agência BBDO
Anunciante BES
Directores Criativos Pedro Bidarra e Nuno Jerónimo
Head of Art Fabiano Bonfim
Redactor Miguel Durão
Directores de Arte Hélder Romão e Raoul Van Harten
Directora de Contas Sofia Moreira
Produtora Ministério dos Filmes
Realizador José Pedro Sousa

13 comentários:

Anônimo disse...

Ronaldo é como dinheiro, ou dinheiro é como ronaldo: parado não rende?
Nem a realização conseguiu salvar a idéia.
Bad.

Anônimo disse...

é apenas o Cristiano no colchão a dar uns toques na Bola porque não consegue falar muito em anúncios. Está longe de ser um bom trabalho criativo, mas acredito que não deve ser fácil fazer filmes com esta malta talentosa, mas só quando tem a bola nos pés.

num tá mau disse...

ora aí está a uma boa realização. já fazia falta para desanuviar um bocadinho o copianço que se vê a toda a hora. gostei muito deste filme. nao pela ideia, que nao tem. E nem costuma ter quando o cliente é um banco seja ele qual for. acho um trabalho fixe.

Anônimo disse...

Onde o Helder e o Miguel (esses dois grandes criativos) põe a mão nada sai mal feito. Não é genial como eles bem sabem mas é um bom filme e vende o produto, que é o principal objectivo.Não os conheço pessoalmente , apenas o trabalho de ambos.
parabens aos dois e continuem a vencer, pois voces sao o futuro.

dm.

Anônimo disse...

gosto. parabens Durão.

Anônimo disse...

Não tá mau como finalmente conseguiram acertar na imprensa.
Tá muito bom. Parabens!!

Anônimo disse...

quadrado.

Anônimo disse...

Faço minhas as palavras do anônimo.

Anônimo disse...

Gosto de acreditar que este anúncio foi feito pelo cliente.

Anônimo disse...

parabéns hélder, gosto muito. vais longe puto.

Anônimo disse...

Acho que se gosta mais dos gajos do que o próprio anúncio.
Vamos lá pessoal. Vamos fazer deste blog um blog sério.
O que queremos com este blog é ver trabalhos de portugal e não amizades cada vez mais floridas.

Eu respeito a opinião de cada um sobre este trabalho, mas na minha é mais um trabalho de dia a dia.
Não gosto da idéia. Acho a trilha interessante.
Já as imprensas, acho-as feias.
Mas para mim o que mais faz confusão é a questão levantada pelo primeiro comentário: será que a lógica não é: Dinheiro é como o Ronaldo. Parado não rende?
Acho que devíamos pensar um bocadinho nisso.

Anônimo disse...

concordo. o correcto seria: o dinheiro é como o ronaldo. parado não rende. uma vez que o que estamos aqui a fala é de um banco (BES) e de dinhiero. o ronaldo aparece como ponto de comparação e não o contrario.

tá giro e bonito (filme). Não mais que isso.

Olga disse...

saudações!
Interesso-me bastante por este tema, analisar imagens. O mundo da publicidade é bastante complexo, deveras inteligente.Este exemplo da campanha do BES é interessante.
O texto e a imagem apelam quer: ao dinheiro dos jovens- imagem ronaldo e a notoriedade do jogador; quer ao dinheiro dos mais velhos: colchão metaforico e texto (publ.das revistas) o esconderijo dos antigos para guardar as poupanças de toda a vida..
o slogan começa por apresentado apresenta uma sequência lógica bastante funcional reparem: as palavras ronaldo, dinheiro e rende aparecem todas do lado direito, para alem disso ao começar pelo nome do actor foi possivel escrever seguido "dinheiro parado não rende" !
de facto, o jogador está parado, e toda a gente sabe que nesse momento parado continua a render, mas a intenção será fazer perceber que não faz sentido jogar futebol em cima de um colchão como não faz sentido guardar dinheiro debaixo dele, porque da mesma maneira que o dinheiro não cresce porque está escondido, também o jogador não consegue jogar porque o colchão o separa do relvado e é no relvado que o cristiano marca os seus golos.
claro que ninguem perde tempo a pensar nisto. vemos o Ronaldo e pronto. Mas ja desde o Euro 2004, ver o BES é ver futebol, porque o bES sabe que mostrar futebol é ser visto pelo país. Portugal é Fátima é galo de barcelos, e é futebol antes destes dois.