terça-feira, outubro 31

Caixa



Agência: YR Red Cell
Cliente: Caixa
Produto: Caixa Fã
Titulo: Fã
Direcção Criativa: Judite Mota / Pedro Ferreira
Redactor: Judite Mota / José Quintela
Director de arte: Pedro Ferreira / Joana Faria
RTV: Gabriela Nogueira
Produtora: Take it Easy
Realizador: Tiago Guedes
DOP: Joost VanGelder
Música: Massive Music
Pós-produção Video: Bikini
Pós-produção Audio: Digital Mix

49 comentários:

Anônimo disse...

Ora aqui está finalmente um filme grandioso e com ideia. Goste-se ou não do Filipão, goste-se ou não da Caixa geral de depósitos este é um filme que não passa despercebido, e essa é a primeira coisa que um anúncio deve fazer. Parabéns .

Quando for grande quero ser como vocês disse...

PRO-FIS-SI-O-NAL. Muito bom.
Dá gosto ver uma coisa assim. Até o Scolari está com um timing perfeito. Os planos estão escolhidos ao pormenor. Há ideia, há ideias, há muito trabalho aqui.
Parabéns à equipa da YR Red Cell.

Adako disse...

Que bosta. Fã...Estamos aonde agora? NO Rio Grande do Sul? Já não basta o Felipão aparecer em tudo o que é anúncio? Fã...Que ideia tão batida. Brasil anos 90, não? è por essa e por outras que depois somos acusados de provincianismo.

Adako disse...

Elogiar o próprio trabalho é feio...
Falem de um anúncio Vodafone casa, falem de um óleo vege. Anúncios que empregam uma nova linguagem, uma nova abordagem. Agora isto?
Parabéns? Mas está tudo louco?

tavares disse...

pois, vê-se mesmo q os primeiros comentários são dos criativos ou alguem q teve a ver c o filme.
gostei do filme, mas não é uma ideia brilhante. é uma caganita. gostei da realização. mas não percebi que produto era aquele,fiquei na mesma, não é suficiente para me levar a um balcão da caixa para saber mais.
bem tentado. mesmo assim é melhor q muita treta q anda p ai.
t

Quando for grande quero ser como vocês disse...

não. eu não tive nada a ver com o filme, mas gostava de ter tido.

Anônimo disse...

Com tanta força no "personagem", a voz de companhia perdeu-se, nem fazia falta...

Anônimo disse...

Não é bom mas é verdadeiro.
Não entra na pasta de nenhum criativo mas fica bem no reel da agência.
Não devia estar aqui a menos que se queira admirar o trabalho do Joost Vangelder. Esse sim o único que está verdadeiramente de parabéns.

Anônimo disse...

Pois não concordo, é bom e é verdadeiro, agora não vai para Cannes, não vai para o site do CCSP, não vai ganhar provavelmente nada, a não ser a admiração dos senhores da Caixa, do Scolari e de grande parte dos consumidores. E é preciso mais?

Anônimo disse...

Mau nao é, mas é batido. Mais uma voltinha no texto do Traispotting, que andamos a ouvir hà 10 anos em diferentes variantes.
As imagens bonitas, a fotografia tb. Mas o Scolari nao consegue fazer uma locuçao de jeito. Ou n teve quem o dirigisse, ou foi mesmo impossivel.

xavier disse...

A mim surpreendeu-me pela positiva. Há algum tempo que a Caixa andava a meter o pé na argola, mas desta acertou na mouche. Parabens.

Mas continua sem explicar porque é que o quaresma nao foi ao mundial.

PEDRO BIDARRA disse...

não é do gonçalinho? então não gosto...

muito parado... disse...

pois eu não gosto...e não sou fã de não gostar. falta Garra, falta magia nas imagens, falta esse filipão transportar-me para dentro do filme, filme a fingir o real que não é...falso de real, o que alguns filmes da caixa conseguem ter, o falso real, é igual a mil filmes já feitos, alguem se lembra da tmn há 4 anos?ou do filme da caixa das pessoas assobiar?A mesma formula so que aqui falam como o filipão.Gosto da ideia do filipão na maquina de fotos, mas não o imagino a fazer surf lol.

brazuca disse...

gostei muito!! todos os comentários têm sua razão, inclusive os contras, mas, afinal, este é um trabalho envolvente e cativante, não há dúvidas.
como bem disse alguém acima, com outras palavras: vai ganhar a simpatia dos consumidores, e precisa mais?
parabéns aos criativos.

Anônimo disse...

Estre filme não é nada banal, não é nada anos 90, alias adorava perceber o que é isso dos anos 90, é que para mim foram anos muito muito bons em termos de publicidade. E também não é igual ao assobio da Caixa. É diferente. É diferente de tudo o que está no ar, talvez por isso haja quem adore e quem odeie. Pessoalmente prefiro trabalho assim do que trabalho de consenso. Aliás o proprio Scolari não é de consenso.

Anônimo disse...

Anos 90, passado, fórmulas gastas...
Isso.
Mas acredito que agradou o cliente e os clientes do cliente.
È para isso que trabalhamos.

muito mal passado disse...

Fraco, pouco envolvente, muito do agrado do cliente,mas dos clientes do cliente tenho duvida pois eu não gosto. E vejo aqui uma versão que não está no ar. Amigos esta formula é worten, optimus vodafone, tmn, é igual a tudo na narrativa, é pena com tanto dinheiro deste cliente não se tenha conseguido fazer melhor.

muito mal passado disse...

Fraco, pouco envolvente, muito do agrado do cliente,mas dos clientes do cliente tenho duvida pois eu não gosto. E vejo aqui uma versão que não está no ar. Amigos esta formula é worten, optimus vodafone, tmn, é igual a tudo na narrativa, é pena com tanto dinheiro deste cliente não se tenha conseguido fazer melhor.

muito mal passado disse...

Fraco, pouco envolvente, muito do agrado do cliente,mas dos clientes do cliente tenho duvida pois eu não gosto. E vejo aqui uma versão que não está no ar. Amigos esta formula é worten, optimus vodafone, tmn, é igual a tudo na narrativa, é pena com tanto dinheiro deste cliente não se tenha conseguido fazer melhor.

Anônimo disse...

Adoro o comentário de ser um filme Brasil tão anos 90. Mas o que é que fizeram no Brasil anos 90 que fosse bom e não fossse fantasma? Perdão Sr egotropical brasileiro, mas eu não ando entoxicado a pensar que o mundo da publicidade de referência é o Brasileiro (é o do mercado Inglês, pelo menos para mim). Alias estou-me a cagar para a publicidade Brasileira, e estou basicamente a falar de TV porque a de imprensa é boa. Quando ao Filipão e ao filme:
Este é o mesmo Filipão dos relogios de do BPN? Pois os tipos da Red Cell fizeram um grande trabalho e não deveriam ser remunerados pela Caixa mas pelo próprio Scolari.

Marta disse...

Gosto muito do filme. Parabéns. Tem conteúdo e está bonito. Eu gosto é quando falam no dinheiro que o cliente tem e dizem que se podia fazer uma coisa muito melhor. Já viram a tristeza que é a comunicação do sector bancário em Portugal? Mais uma vez a Caixa corta com isso. E ainda bem.

Atenção que não trabalho na agência q fez isto, mas não me importava nada.

abre o olho marta disse...

Minha amiga Marta deves ser a unica que vês neste filme a diferença, a qualidade, pois eu estou de acordo com aqueles que dizem que esta formula está gasta, Já vi milhares de filmes iguais a este, só que a diferença é que estão bem feitos. As pessoas a falarem com a voz scolari ficam péssimas, sem graça, sem sinc nas vozes, depois está tudo muito longe de envolver, devia ter grandes planos, depois é muito falso que faz scolari numa bancada á noite sozinho, ou fazer surf, etc, Marta uma pessoa que fica contente de ouvir o seu nome num filme ok telseguros, não pode trabalhar numa agencia que se espera volte a ser Grande como YR.Espero surpresas da agencia que já foi a melhor, a mais premiada, não estes filmes falsos até nos comentários deste blog.

o crítico disse...

Muito rastejam os criativos, e depois é só dores de cotovelos.
Fotografia muito boa, o mesmo não se pode dizer da saloiada da campanha do Montepio.(o que se passa com os telecinemas? será que pensam que estão a fazer arte?)
É a diferença entre quem tem segurança e quem anda aqui a apanhar bonés

Anônimo disse...

É a diferença em quem trabalhou com um dos melhores do mundo, e não estou a falar do Scolari. Para quem ainda não viu o site do director de fotografia, procure no google, vai ver que aprende mais do que com estes comentários mesquinhos e de maus figados.

Anônimo disse...

entoxicado é muito bom... ahhaah.
Já sei que a tua referência na publicidade é o mercado inglês, mas qual é a tua referencia em termos de grámatica? Zimbabwe? ahhaha

jota disse...

Pode ser um problema scolari, no filme em que vendia relogios para a selecção ele tinha mais emoção, o local escolhido para ele falar é muito frio o que cria um afastamento inicial que se prolonga ao longo do filme. Gostei de ver o filme porque é um filme novo COM TÃO POUCOS QUE SE FAZEM HOJE COM PRODUÇÃO, mas achei pouco conteudo para tão grande produção, e a ideia de fazer as pessoas a falar scolari pouco funcional, o que dá muita falsidade á narrativa.

cor disse...

Ter um director de fotografia estrangeiro é saloiada,
fazer ele filmar em formato 16mm é ainda maior saloiada, saloiada total é este filme que tenta ser real com um discurso directo de varias pessoas a falarem á la moda scolari. Uma má direcção num mau discurso directo, dá saloiada.
E portugal tem uma cor, não é ingles, frances, russo,
é bom que aprendamos a conhecer a nossa cor.

... disse...

é blog cheio de yr só pode ser saloio eh eh.
filme fraquito fraquito chau...

cannesbosta disse...

sclolatti com banana... YougR estou sempre á espera....será que vou ficar sempre????pedrito trabalha filho, que isso não dá leão.

o crítico disse...

Então tu que assinas como Cor achas que Portugal tem uma cor? Pelo que percebi achas que não nos identificamos com este trabalho fotográfico.Então para ti o Montepio (e todos os filmes deslavados feitos cá em Portugal) identificam-se com quê?

Anônimo disse...

Portugal tem uma cor? Que maravilha, mas vamos lá associar o Portugal cromático tipo Pantone:
é o azul do mar , o vermelho vivo Benfica e o verde da esperança, Verde Telecinema Lightfilms com laivos de dourado? Saloio é dizer disparates só porque nunca fizeste nada de jeito e a inveja é muita.

o critico disse...

Pois é ó anonymous das 5.03 parece que te picaste linda m..... tens andado a fazer.Nem precisas de dizer mais nada deves estar por trás de campanhas maravilhosas e que te enchem o ego mas apenas isso, porque para o consumidor passa-lhe ao lado
Queres saber o resultados da maravilhosa campanha do Montepio? Informa-te Saloio

mau disse...

ALBANO VOLTA ESTÀS PERDOADO
pois essa malta não dá uma para a CAIXA.
Este blog tem malta inculta que mistura ideia com LUZ, mas esta ideia nem com a melhor luz lá ia...
Depois contratar um realizador portugues bimbo e saloio, porque não um ingles?E o saloio do realizador ingles que contratou o DOP portugues para fazer os filmes do ikea. È UMA VERGONHA TIRAR VALOR AO NACIONAL QUANDO SE È BIMBO DE SETUBAL.

cannes pimba disse...

Os dois primeiros comentários são criativos moralizantes, mas antes assim fosse o filme.
Focar uma marca da agência, levá-la para a cama, acordar, tomar o pequeno almoço e olhar a chavena ,dois minutos, cinco, 1 hora...olhá-la nos olhos,conversar com ELE, dia , noite,sempre...o lapis rabisca, é isso ,é isso, é isto.será que é ?...tomar o pequeno almoço e olhar a chavena ,dois minutos, cinco, 1 hora. TRABALHO MUITO TRABALHO MAS só alguns o consegem não os que fazem este filme.

Piomontegeraldemerda disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Cannes pimba! Grand Maluco, não percebi um corno do que dizes mas está bem! Deves te achar muito engraçado. Já agora eu curto o filme. simples não e.

Anônimo disse...

tá giro! e mais nada.

Joselito disse...

Colagem-zinha slice of life lusitana a puxar pela emoção colectiva das vitórias do Mundial ... se o conseguir fazer. Nem mesmo com a imagem inflacionada do Sô Scolari. Campanha fora do tempo e do contexto. Fria.

Anônimo disse...

Fora do tempo? Mas a Caixa só contratou o Sô Scolari agora! O que querias esperar pelo Euro?

pois disse...

venha o mourinho pra selecçao isso sim é filme....

pois disse...

venha o mourinho pra selecçao isso sim é filme....

BES disse...

fraco!

pobre como eu disse...

pobre como eu....

scolas pessimo disse...

deviam dobrar o scolas de portugues pois a voz dele é muito fraca, e pôr as pessoas com a voz dele podia ser que torna-se este filme menos mauzinho...quanto á luz ...qual luz???Já bimos bons momentos de luz mas est é igual a tudo.

GODOFREDO disse...

Se calem todos, este anúncio é magnífico. É um anúncio que apela à grandiosidade da alma lusitana, semelhante à carteira do Scolari ... sem fundo. Além do mais a campanha foi escrita pela Judite Móta, essa lady da publicidade nacional. Como tal respeitinho, hã!??

Anônimo disse...

hahahahahahahaha, Godofredo sabe dar um tapa com luva de pelica.

meg disse...

E eu ke pensava ke o anuncio era sobre ajudar a AMI...sim, porque no meio disto tudo, tinha sido mais eficaz pra promover o voluntariado do ke um produto da caixa....(ja agora, kual é?...)

Anônimo disse...

Só não gosto do Scolari. Porque é que o foram buscar?. Ele é arrogante, prepotente e tem a mania que somos todos uns "parolos". Se a Caixa quer que eu seja fã, comigo não conte. Tivessem convidado o Fernando Santos ,ou o Paulo Bento ou o Jaime Pacheco ou o Jesualdo Ferreira, Prof Neca etc, etc, e não falo no Mourinho porque esse é do BPI.

nana disse...

descobri hoje este blog e fiquei pasmada com as atrocidades que aqui se escrevem, acho bem que critiquem o que acham mal e que vanglorizem aquilo que gostam, mas expliquem me por favor porque falam daquilo que não sabem, daquilo que não têm a certeza? porque falam em termos técnicos pessoas que não têm formação para falar de tal??.. sim concordo que a campanha não é genial, não é sequer original, mas tem força e a voz do Scolari obviamente que não é poderosa por si só, mas sim pelo simbolo que ele é para os portugueses (ou pelo menos para a maioria deles) ele significa a maior aproximação aos melhores titulos do futebol e isso para o português comum é importante: as pessoas querem saber o que o Scolari tem a dizer e isso é indiscutível! Logo, a campanha resulta porque a maior parte das pessoas quando ouviu a voz do scolari, param nesse canal e vêm o que ele anuncia, do que fala ele afinal. pronto tenho dito. virem aqui mais vezes a partir de hoje :)