sexta-feira, dezembro 1

Vodafone



Cliente: Vodafone
Agência: JWT
Directores Criativos: Pedro Magalhães/Rui Soares
Copywriters: João Oliveira e Tiago Cruz
Director de Arte: Jorge Barrote
Contacto: Rute Carvalho
Produtor TV: Alfredo Carvalho
Produtora: Krypton
Realizador: Augusto Fraga
Som: Indigo

8 comentários:

Anônimo disse...

Simples e divertido. Gosto muito.

tavares disse...

é mais do mesmo. já mudavam isto
t

Anônimo disse...

de novo?????????

D.Isaura disse...

Será que o Natal é um Carnaval?
Acho que começa a não funcionar bater sempre na mesma tecla.
Se foi importante filmar na estação de Belém (ninguem identifica) porque será que o comboio anda ao contrário.Produção pouco digna da Vodafone. Realização banal.

Salucombo_Jr. disse...

o primeiro tocou-me mais.

ana disse...

Sim, é mais dos mesmos.
Mas a verdade é k me fartei de rir qd vi!

; )

p.t disse...

A ideia é divertida mas o resultado é muito fraco sem emoção que tal o baltazar ser do senegal e vender fios e estatuetas???? acho muito mal realizado e sem graça.

Dinorah disse...

Se posso dar a minha opinião (e penso que sim, pois isto é um forum público), penso que as pessoas que comentam não se devem esquecer que para chegar o resultado final, uma publicidade tem que passar por muitas pessoas e todas estas têm responsabilidade no produto obtido, quer seja ele bom ou mau, na opinião de quem vê depois.

A placa que diz BELÉM aparece em vários planos, penso que não passa despercebido a ninguém!!!
A filmagem foi realizada na Estação de Caminhos de Ferro no Estoril e não em Belém, por isso a placa enorme a dizer Belém!! Na minha opinião vê-se bem!!

O realizador em causa é Português, residente em Espanha e que trabalha, conjuntamente com a Kripton para a RCRfilms que é uma das maiores produtoras espanholas de publicidade. Tem uma série de trabalhos realizados, todos aplaudidos e inclusive obteve um prémio no festival de S.Sebastian, um dos maiores festivais de spots publicitários.
Por isso, e por muitas outras razões penso que não se pode dizer que o trabalho é "banal".
A questão da "repetição" já é da responsibidade da Vodafone, que assim deseja. E quanto à ideia, essa deve-se aos criativos aqui referenciados!

Tive oportunidade de ver o spot do realizador (que raramente é o final) e o Baltazar estava mais "focado", digamos assim. Mas, havia um problema: tempo. E na publicidade cada segundo custa muito mais do que pensamos!

Por fim queria dar os meus parabéns aos autores do blog por este estar tão bem conseguido e ser extramente interessante!

Só uma adenda, o realizador chama-se Augusto de Fraga.
Se desejarem mais alguma informação sobre ele, poderei dar (o que estiver ao meu alcance, claro) com todo o gosto!

Beijinhos