quinta-feira, novembro 15

Tagus





Cliente Tagus
Agência Lowe Lisboa
Direcção Criativa Susana Albuquerque e João Coutinho
Redactor Pedro Batalha
Director de Arte Luis Nora
Director de Contas Andrew Warrell
Executivo de Contas Pedro Pimentel
Planeador de Estratégia Sérgio Santos
Fotografia Gonçalo Gaioso

38 comentários:

Fred disse...

Que raio de copy....era necessário ter o pronome pessoal antes do verbo? o verbo já tá conjugado na 2ª pessoal do singular. Acho que não adianta nem reforça nada...

Assexuado revoltado disse...

Não sabia que existiam cervejas heterosexuais. Somos inovadores e muito criativos de facto. Alguém teria que atirar a primeira pedra. Acho que uma marcha hetero é tão ridícula como uma marcha gay. Pessoalmente acho que esta acção é um tiro no pé. A marca quer causar polémica, e agitar, talvez meia dúzia de estudantes universitários. Da mesma forma que a marcha gay só teve a participação de meia dúzia de pessoas.

E, como estamos a falar da imagem de uma marca, gostaria de lançar o seguinte desafio. Que outras acções promocionais pode a Tagus associar a este evento:

1 - merchandising

Roupa: - linha de roupa com as seguintes frases:

Varias peças de roupa com as frases :
“Sou hetero, e? ” “Homem de verdade, bebe cerveja de verdade”

Para quem não quiser gastar dinheiro deveria ser exigido um dress code. “ Tee´s” de bandas de heavy metal também podem ser usadas ,
desde que se vista de heavy metal mesmo (não, o Bon Jovi e os Europe, não são heavy metal). Ah, e sem lenços na cabeça, por favor. Quem usa lenços é o Beckham e o Beckham, vai lá vai…

2 – Comida

Uma vez que se trata de uma acção de rua, o melhor é existirem varias roulottes com comida. Mas atenção só podem vender, torresmos, ovos cozidos, febras ( sim para podermos dar espaço aos heteros brilharem com a piada fácil…ah ganda febra, enquanto olham para a “chavala” que esta a olhar para ele ).
Proibidas estão saladas, molhos, qualquer tipo de comida com soja, e como é obvio – cachorros!

3 - Actividades para as crianças

Na área do evento acho que seria boa ideia ter uma área dedicada aos pequenos heterossexuais. Que tal um espaço reservado: um relvado, onde poderão disputar um campeonato de futebol (sem arbitro), Além disso, outra ideia seria, em qualquer obra da região, largar os diabretes “heteros wannabes” e organizar guerras onde se podem usar tijolos, pedras, vidro e seringas.

4 – Casas de banho

Não existem, Homem que é Homem usa as árvores, os contentores e as traseiras dos carros. Para alegrar os machos, podem-se fazer concursos para quem mija ou cospe mais longe. Não há nada mais hetero que uma bela langonha atirada com todo o fervor macho de quem tem a inteligência de um calhau.

5 – Prémios e Goodie bags

Prémios não há!,Goodie Bags??? Isso é muito gayzola. O que deixa a Tagus sem hipótese de fazer ofertas promocionais…mas…nem tudo está perdido os vencedores dos do ponto 4, podem ganhar vales de desconto Aki ou decathlon

De facto existe todo um ( mau ) imaginário hetero, que pode ser associado à marca Tagus…será que é mesmo isso que a marca precisa. Se eu fosse o director de marketing da Sagres ou da SuperBock fazia já uma acção do género , “As loiras devem ser geladas e bisexuais”.

Anônimo disse...

que grande asneira

Mister Big disse...

Para nós gays, cada dia é
um hetero parade. Acho uma pessima ideia para a marca promover a intolorancia.

pedro disse...

que giro....
todos os modelos masculinos são gays de verdade!
boa publicidade!

Anônimo disse...

O layout está giro, a ideia é engraçada, mas muitos dos rapazinhos não tem nada de Hetero. Ainda assim um bom trabalho da Lowe.

Anônimo disse...

Que má ideia e que péssima execução.

Quanto ao conceito, bem, o melhor é nem ir por ai...

Anônimo disse...

para ser má ideia era preciso haver uma ideia. concordo com a péssima execussão.
mau anúncio em todos os pontos

Anônimo disse...

nem no portfolio de um estagiário estas peças deviam estar quanto mais no "PF de portugal". mau em todos os sentidos: ideia (que não há); execução pessima e os rapazinhos até têm um ar muito pouco hetero. se eu apresentasse esta "coisa" ao meu DC... já não estava a trabalhar. tentaram ser tão diferentes que foram longe de mais ou então nem partiram.é mau. muito mau.

Amante de tagus disse...

É mesmo interessante esta campanha para vender mais cerveja tagus, que até dá vontade de fazer outra exactamente no sentido contrário, para que não se venda cerveja tagus.

MUlher hetero disse...

Não percebo porque é que já estão a bipolarizar isto numa hetero vs homo. Quando os gays assumem o seu orgulho e criam as suas comunidades também não estão a excluir os hetero? Santa hipócricia. Se a Tagus criasse o dia do orgulho gay ninguém dizia nada, achava. Parece que nas ditas sociedades evoluídas e pluralistas só há espaço para as minorias (o que quer que isso signifique). Ah esqueci-me de dizer que o meu irmão é gay, pode ser que assim aceitei o meu comentário.

Bi disse...

Se os gays podem exercer a sua militância, porque é que os hetero não podem fazer o mesmo? Quando a ILGA e C.ª organiza o gay parade, ninguém hetero escreve cartas ridículas a dizer que se sente ameaçado. Vivam mais todos e preocupem-se menos com a forma.

Zzz disse...

Há aqui muita demagogia ao barulho. Os EUA já vi campanhas da Volvo, por exemplo, a venderem modelos para o segmento gay e nunca vi nenhuma comunidade heterosexual a insurgir-se. Quem tem orgulho no que é não precisa de se manifestar aos outros, isto serve prós gays e prós hetero.

Manuel disse...

Doravante os blocos publicitários devem ter quotas de gays e lésbicas. Porque é que as marcas nos anúncios só apresentam rapazes e raparigas modelos aos beijos ou de mão dada? Isso é revelador da mentalidade descriminatória deste país. Acção gay já!

Gimboe disse...

Que fundo do poço...

Anônimo disse...

Boa execussão! gosto muito!
É que para esta gente se calhar era mais "bonito" ter uma "rapaziada" num pôr-do-sol...
quanto à ideia não morro de amores.

atomic disse...

nem é mau a primeira palavra que me ocorre, é mesmo ridiculo.
heterossexismo usado para reforçar estereotipos ridiculos e corroborar preconceitos. onde é que arranjaram a fabulosa equipa de marketing? realmente o objectivo é que a marca TAgus cause um impacto e seja um nome cada vez mais ouvido, creio eu, agora foi partir de um ponto muito errado, e a partir daí sempre a descer.
Tudo me parece muito mau nesta campanha, as associações implicitas sao vergonhosas e podem ser bastante perigosas.

É assim um bocado pro nojento. Que de repente é a coisa que mais associo ao nome Tagus.

Anônimo disse...

PÉSSIMO.
Não devia estar no nosso portfolio.
Um portfolio deve ter critério.

brazuca disse...

gostaria de pedir licença a vocês colegas portugueses e mostrar um absurdo vindo daí:
http://www.ccsp.com.br/ultimas/noticia.php?id=28597
e o pior é que o absurdo veio de um brasileiro contra os brasileiros (OBS: LEIAM OS COMENTÁRIOS).

agora as perguntas:
1 - é prática normal em Portugal oferecer estágio sem pagar nada?
2 - vocês aceitariam essa proposta se fosse o contrário, daí pra cá?
3 - qual a opinião de vocês sobre isso como profissionais e como seres humanos civilizados?

Bem, creio que este assunto é de interesse de todos, afinal, até quando vai existir esse tipo de coisa no mundo que chamamos de civilizado?

admiro e simpatizo com o povo lusitano, irmãos, patrícios, e gostaria muito de saber o que vocês sentem e pensam em relação a isso.
Grato,
Brazuca Decepcionado com a Profissão Mesquinha.

Anônimo disse...

Esta campanha é a coisa mais abjecta que me recordo de ter visto em publicidade na minha vida!

Barnabé disse...

Segmentação por orientação sexual é realmente inovador LOL
A Levi's ainda recentemente fez uma campanha para o público gay e eu não vi o tipo de reacção desproporcionada que está a tomar cá. Até no nosso país as ditas mentes tolerantes e liberais são um produto da tacanhez e pequenez do país. A campanha das Panteras que via hoje no M&P é sim fruto de ressentimento,é demagoga e bastante difamatória. Se de repente a Tagus lançasse para a semana o orgulho metro e gay, os militantes baixavam os cartazes e aprovavam com a sua superioridade moral.

http://www.youtube.com/watch?v=bB90Vkyqrts

Cajó disse...

Sou Bi e estou confuso. Não sei se hei-de apoiar a causa das Panteras Rosa ou da Tagus.

caneca disse...

Esta campanha não foge à regra. A pior publicidade de cerveja de todo o mundo é feita em Portugal.
Algo que, conceptualmente poderia ser bom, (o binómio cerveja/macho é recorrente em muito boas campanhas) é destruído pela banalidade da interpelação e pela indescritível direcção de arte e respectivo casting. Vindo da Lowe é de estranhar...

Unicórnio azul disse...

Estereótipos?? Que engraçado eu só vejo isso em algumas campanhas da Sagres e da Super-Bock, as gajas boas a servirem à mesa ou na praia, os gajos bonitões com água na boca a controlarem as babes.Na campanha Tagus eu até vejo é gajos com um muita gay a segurarem a "melhor amiga deles". LOL Hipócritas heterefóbicos!!!

Anônimo disse...

Parabéns a todos os que ousam fazer diferente.

Pide 30" disse...

Sr.s publicitários não tenham cuidado não, qqr dia não podem fazer anúncios de desodorizantes e preservativos prá miudagem, porque estão a excluir a velhagem e isso é ... humm reumáticofobia? Perigo muito perigo.

Tozé disse...

o mário miguel deve andar as voltas na escada da lowe, agarrado ao seu sg gigante.

Anônimo disse...

É curioso. Cada post tem cerca de 4 a 8 coments. Este vai com 20 e só para dizer que a execução e a ideia é má. Estranho não é? Ou será mais uma das manobras dos únicos com direito a orgulho?

Relativamente à campanha não sendo uma ideia brilhante pode fazer sentido num mercado com dois campeonatos distintos.

Homem Sexual disse...

"Se os gays podem exercer a sua militância, porque é que os hetero não podem fazer o mesmo? Quando a ILGA e C.ª organiza o gay parade, ninguém hetero escreve cartas ridículas a dizer que se sente ameaçado."

Sou o PRIMEIRO a contestar a idiotice dos gay prides. Qualquer heterossexual exerce a sua militância todos os dias quando beija ou anda de mão dada com a sua companheira sem ser alvo de qualquer tipo de comentário mais ou menos jocoso.o Heterossexuais não escrevem cartas revoltados, porque não pecisam.

Zzz disse...

"Uma boa ideia...
... destruida pelo medo. Vê-se que a Tagus está cheia de medinho de ofender a causa gay."

http://acausafoimodificada.blogs.sapo.pt/23979.html

Camané disse...

até os jornalistas e opinion-makers da praça já alvitram sobre o tema

http://jn.sapo.pt/2007/11/26/opiniao/orgulho_heteroorgulho_gay.html

http://dn.sapo.pt/2007/11/25/opiniao/dias_contados.html

Tetracampeão de PES disse...

Só para realçar que há muitas anos que não via um cliente com tanta coragem. Pelo cliente vou passar a beber Tagus. Um abraço.

Amante de tagus disse...

Acho que a campanha já acabou, mas quanto aos efeitos que me faz a cerveja tagus quanto a bebo, esses é que não param.

Anônimo disse...

A campanha foi suspensa....deixa-me cá lembrar qual é o comentário relativamente a isso......uma palavrinha...AH sim: LOL!

nadia disse...

Apenas a palavra ridiculo me vem à cabeça.

carioca de limão disse...

Há 2 anos o Gay Parade de S.Paulo lançou uma campanha nas ruas para divulgação do evento. Sabem o que eles fizeram?? Colocaram sabonetes espalhados pela calçada com um papelinho. Quem quissesse ler a mensagem no papelinho teria que literalmente se dobrar para o fazer. Estão a ver a diferença? No Brasil a comunidade Gay usa a ironia e brinca com os estereótipos para normalizar a sua "diferença" e dar-se a conhecer num tom de humor e boa onda. Em Portugal, talvez por uma questão cultural e não só, acentuam-se os tabus.

ex-publicitário disse...

A Snicker este ano no Superbowl também foi obrigada a retirar uma campanha por ser considerada homofóbica. Ainda bem que temos uma brigada que dita o que é ou não politicamente correcto. Acho que vou mudar de profissão.

http://www.youtube.com/watch?v=JHkoZ7ngAM0

Anônimo disse...

Carioca de Limão, para tua informação essa acção dos sabonetes foi feita por um português...por isso não é perconceito dos portugueses.

Quanto à campanha, não tem ideia, o head está mal, da horrivel e acho o tema completamente desajustado à marca em questão